sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

AS MARCAS ABSORVEM CONTEÚDO.

"A marca é o somatório do bom, do ruim, do feio e do que não faz parte da estratégia. É definida tanto pelo seu melhor produto quanto pelo pior. É definida tanto pela propaganda premiada quanto por aqueles anúncios péssimos que de algum modo se insinuaram pelas frestas, foram aprovados e, como era de se esperar, mergulharam no esquecimento. É definida tanto pelas realizações do seu melhor funcionário - aquele que se destaca e nunca faz nada de errado - quanto pelos percalços do pior empregado que você podia ter contratado. É definida também pela sua recepcionista e pela música que seus clientes ouvem enquanto esperam o telefone.Para cada grandiosa declaração pública do presidente, com palavras escolhidas a dedo, a marca é definida também pelos comentários negativos de um consumidor, entreouvidos em um corredor ou numa sala de bate-papo na internet. As marcas absorvem conteúdo, imagens, sensações efêmeras. Tornam-se conceitos psicológicos na mente do público, onde podem permanecer para sempre. Como tal não se pode controlá-las por completo, mas é possível orientá-las e influenciá-las.A definição é do Scott BedburyBedbury foi Diretor de Marketing da Nike e depois VP da Starbucks. A citação está no livro: O novo mundo das marcas.

Nenhum comentário: