sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

GERENCIAMENTO DA SOBREVIVÊNCIA

Uma parte considerável dos profissionais no mercado de trabalho apenas tenta continuar sobrevivendo no mercado. Triste isso. Mas uma grande realidade. Em toda a parte a gente encontra gente assim. Muitos esqueceram os sonhos, esqueceram os objetivos de longo prazo e a maioria esqueceu o sentido do ato de levantar de manhã para ir trabalhar. A vida profissional ficou sem significado. Eu chamo esses profissionais de sobreviventes do mundo corporativo.Você deve conhecer gente assim. Gente que conta os dias que faltam para se aposentar e que encara o trabalho diário como um grande fardo que cansa, que deprime, que exaure as últimas forças. Gente que vive sofrendo, gente que vive com medo. Profissionais reféns das circunstâncias. Gente que não consegue gerenciar nada a não ser a própria sobrevivência.A reflexão que proponho a vocês é a seguinte: não existe posição nenhuma na vida, por pior que seja, que não possa ser revertida, alterada, transformada. Só a morte não dá esta oportunidade. No mais, todo o resto, pode ser replanejado, reconstruído, alterado.Um plano de marca pessoal começa pelo entendimento da sua posição atual frente aos seus objetivos. Um bom plano começa pela reflexão de onde você está e a distância que ainda existe das suas metas e objetivos. Auto-conhecimento. Tudo começa por aí. Saber onde você está. Esse é o primeiro passo para começar a pensar numa estratégia para parar de gerenciar a sobrevivência e começar a gerenciar o valor da sua marca pessoal.Você nunca pensou sobre isso porque não dá tempo, né? Você neste momento está gerenciando seus problemas. É isso?....Tudo bem... Então continue. Mas, onde você está mesmo?Como é que você foi parar aí?

Nenhum comentário: