sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

LUCROS RUINS E LUCROS BONS

É interessante a colocação do americano Fred Reichheld sobre como a maioria dos empresários e diretores de marketing são viciados em lucros ruins e poucos se preocupam com os lucros bons. Sabem por quê? Por que poucos sabem distinguir. Lucro ruim é aquele originado de ações que não criam valor para a marca, sacrificam margem de lucro, não geram vínculos entre marca e clientes, não aproximam, não perpetuam nada. São ações oportunistas que atraem legiões de consumidores oportunistas. Consumidor oportunista é aquele que nunca será fiel a sua marca. Ele será fiel a quem der mais, a quem oferecer a melhor vantagem. Quem duvidar disso, lembre do implacável cemitério do varejo nos últimos anos e seus slogans cheio de vantagens, descontos e promoções imperdíveis: pra onde foi todo mundo? Eles também amavam lucros ruins. Só que não sabiam disso. Uma marca para se perpetuar precisa encontrar o ponto de equilíbrio entre oferecer vantagens e construir vínculos que extrapolem preços e condições. Se você quer perpetuar sua marca comece a pensar nisso.

Nenhum comentário: