sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

O CEMITÉRIO DO VAREJO (IV)

Recebi um comentário da Veronica Nunes que cai como uma luva para estes nossos papos desta semana sobre promoção e a mesmice do varejo. Ela diz que de tanto os preços estarem em promoção eles se tornaram a promoção. Perfeito!Eu queria acrescentar nesta nossa discussão o conceito de promoção e reforçar o que a Verônica diz: promoção – em essência - é oferecer um benefício extra por um período temporário. Ponto. Quando não oferece uma vantagem extra não é promoção, como quando não é temporário também deixa de ser promoção.Quando o varejo todo se alinha da mesma forma, iguala as promessas e repete a mesma ladainha todo dia à promoção perde completamente a sua eficácia. Perde a sua maior força que é “mover” o consumidor, que é “arrancar” o consumidor do sofá. Assim, vira concorrência de iguais. Concorrência num terrível oceano vermelho. Todo mundo igual numa guerra só de perdedores!Você consegue imaginar o varejo de eletro e móveis sem uma promoção imperdível! Sem um “só amanhã!” Você acredita realmente que é imperdível! Não. Óbvio! Você sabe que amanhã terá outra. Que amanhã terá de novo! A mesma com outra cara. Com certeza você já se acostumou com isso e sabe que na outra semana vai ser tudo igual. Virou paisagem, rotina. Tédio. Gritaria irritante na TV. Chatice pura! É...o cemitério do varejo parece que vai continuar a aumentar....

Nenhum comentário: